domingo, 6 de outubro de 2013

é tão exaustivo...!


Este verão tive muito tempo para pensar, demasiado tempo para pensar e refletir, para sentir o que me rodeia para me dedicar à introspeção e para, erro daqueles que pensam demais, pensar acerca da natureza da humanidade.

Algo que vinha mudando dento de mim mudou de vez. Não mudou para melhor, infelizmente. Receio jamais voltar a ser quem era porque perdi algo que gostava em mim: a alegria inerente a quem acredita que na vida ainda existe algo de bom. Perdi o meu otimismo inabalável e a capacidade de acreditar com pureza nas pessoas e no amor entre elas.



Todos os dias luto contra este sentimento de deceção que sinto dentro de mim. Luto com garra, não sou daquelas “vou lutar contra isto” e não faz nada. Encho os meus dias de atividades e ocupações que me eram e, algumas ainda são, prazerosas. Luto por ter sucesso em projetos que criei. Faço por me rodear por pessoas de quem gosto e me fazem sentir bem. Mas certos dias, por palavras ditas ou gestos ao acaso, nada mais sinto que uma opressão tão grande no meu coração que me suga o ar dos pulmões e a vontade de viver.



É que é muito difícil querer viver quando o nosso coração parece uma pedra que não palpita e os pulmões estão vazios do ar que nos é essencial.


Foi um desabafo! Hoje estou assim; amanhã, quem sabe, acordo com mais força… e com a esperança de voltar a acreditar.





3 comentários:

  1. Ana, as vezes precisamos abandonar o antigo para que o novo possa chegar, como tu mesmo disse, amanhã tudo pode ser diferente, e será.O otimismo inabalável, com certeza, tu não perdeu, pois senão não te restaria nada para lutar, se estás lutando é por que acredita que podes...e isso é ser otimista. Quanto acreditar nas pessoas, se acreditares em ti, já basta, já é mais do que suficiente para fazer a tua vida feliz, com o tempo, acreditar no outro vai ser natural...
    Desculpa ter invadido o teu post e sair postando comentário, mas sei o quanto é difícil esse mergulho por dentro de nós mesmos e quanto é gratificante, ao mesmo tempo! Já fui lá no fundo e foi doloroso mas, quando retornei a superfície foi a sensação mais maravilhosa da minha vida, nunca me senti tão forte. Hoje, acredito que nada me abala pois aprendi a me conhecer e descobri que o equilíbrio emocional é o que realmente importa nessa vida. Se tiveres equilíbrio, terás tudo!
    Beijos e uma ótima semana!

    ResponderEliminar
  2. Mais rápido, maior, não desistir, conseguir mais, mais, mais, mais, número maior, mais bonito, mais cheiroso, mais limpo, corpo perfeito, ser mais, mais amigo, mais sucesso, ser invejado, mais riqueza, ser adorado, ser famoso, mais, mais, mais, comer saudável, trabalhar mais, andar mais, conhecer mais, não desistir, não abandonar, não falhar, seguir em frente, passar o nivel, crescer. Cansaço.

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar